Por 25-04-2017

Estatísticas que irão convencer você a utilizar vídeos para vender mais

Estatísticas que irão convencer você a utilizar vídeos para vender mais

Se você ainda não está utilizando vídeos para vender imóveis, pois, acredita que eles dão muito trabalho, que a produção é cara ou qualquer outra resposta, é melhor reconsiderar seu posicionamento. O vídeo é uma ferramenta poderosa para destacar sua empresa diante da concorrência por vários motivos: produz um diferencial para o imóvel anunciado, permite uma perspectiva nova para quem está buscando um novo lar, demonstra de maneira mais realista as principais características do imóvel em questão.

Além disso, existe uma série de benefícios proporcionados pela a utilização de vídeos em sua estratégia de vendas que você deve considerar agora:

Posicionamento: Anúncios com vídeos possuem 50% melhor posicionamento no Google do que os demais. Além disso, existe uma outra grande vantagem que a utilização de vídeos pode trazer para seu site e que de certa maneira influi no posicionamento de busca: o tempo de utilização por usuário. Quanto mais vídeos publicados em seu site, maior será o tempo por sessão e isto também influenciará o posicionamento nos mecanismos de busca.

Ampliam o engajamento do seu conteúdo: Anúncios com vídeos são 1200% mais compartilhados do que aqueles que apenas com links e textos intercalados. Além do mais, 80% dos usuários de internet, tendem a lembrar de um vídeo assistido online.

Ajudam a fidelizar o cliente: Em pesquisa realizada com donos de imóveis nos EUA, 73% deles disseram que deixariam sua casa à venda com uma empresa que produzisse um vídeo sobre ela. Em contrapartida, apenas 4% dos corretores publicam conteúdo parecido no YouTube. Quer ter argumentos para adquirir exclusividade na venda? Ofereça vídeos.

Materializam uma informação: Vídeos aumentam em 74% a compreensão das pessoas sobre um produto ou serviço, com essa informação é fácil imaginar o quanto será possível a um interessado compreender e avaliar um produto mesmo estando à distância.

Como seus clientes assistem e o que eles esperam dos seus vídeos?

Ok, você já se convenceu e quer começar a utilizar vídeos para vender. Mas como fazer para produzir conteúdo para os possíveis clientes? Confira aqui mais alguns dados interessantes para incluir no seu calendário de produção.

  • 88% dos compradores querem saber mais sobre características e o dados técnicos dos produtos.
  • 70% deles querem ver um tour virtual do produto oferecido.
  • Vídeos que contenham depoimentos foram considerados muito importantes por 30% dos compradores, portanto, se você tem aquele cliente que comprou contigo e amou a experiência, peça a ele para gravar um vídeo contando sobre. Isso ajudará nas futuras negociações.
  • Apenas 20% dos usuários considerou vídeos institucionais como decisivos para compra.

E quanto a duração dos vídeos? Existe um tempo ideal? Como estamos falando de estatística, seguirei apresentando números de acordo com as pesquisas americanas, mas acredito que assim como eu, a partir do momento em que você começar a publicar os seus próprios vídeos, irá encontrar o tempo ideal muito próximo destes dados:

  • 90% dos usuários completam um vídeo de até 30 segundos. Enquanto 50% deles assistem até o fim um vídeo de 2 minutos e a partir daí, é normal a audiência continuar a diminuir.
  • Portanto, prepare um vídeo que tenha entre 1 minuto e 1 minuto e meio, que seja curto, mas que entregue conteúdo para conseguir a atenção do seu futuro cliente.
  • O YouTube é o principal canal de pesquisa para os potenciais compradores. Claro que seu site deverá conter os vídeos, mas lembre-se que o Google indexa rapidamente os vídeos publicados no YouTube, portanto, capriche também na descrição. Ela te trará audiência qualificada.

Para terminar, previsões dizem que 74% do tráfego da internet em 2018 será só de vídeo e que os usuários irão ver em média 32 vídeos por mês. Portanto, se ainda não trabalha com vídeos para vender, comece agora mesmo.

Os dados disponibilizados neste post foram apurados por importantes empresas americanas, como Forrester Research e comScore.

Juliano Trentin

Publicitário com especialização em branding, gestor de conteúdo do blog Fechou e pesquisador sobre marketing e vendas.

Experimente Ler Também:

Comente Você Também